quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Trânsito


Todos os dias passo mais de uma hora no trânsito.
Todos os dias deparo-me com uma enorme falta de civismo, diria mesmo educação.
Eu compreendo que se cometam erros, e que por vezes se faça uma outra manobra menos aconselhável, afinal quem não pecou que atire a primeira pedra.
No entanto qual é a dificuldade de fazer sinal levantando a mão como que pedindo desculpa? Será certamente por não se poder tirar as mãos do volante, excepto para mexer no telemóvel, ler o jornal, pentear o cabelo, arranjar as unhas... Será que custa assim tanto assumir o erro???
E o que pensam sobre agradecer quando de forma simpática se cede passagem a alguém??
Para esta tenho uma pancada à qual recorro todas as manhãs e fins de tarde, faço questão de dizer com um sorriso nos lábios: de nada!!
É engraçado como as pessoas se sentem incomodadas com a boa educação dos outros...

8 comentários:

eva disse...

Há pessoas a quem a boa educação deve ser uma coisa de outro planeta... é pena que coisas tão simples sejam tão complicadas de fazer/dizer :(

gimbras.nofuturo.com disse...

Há aí pessoal com cada pancada. Uns ficam mto ofendidos se somos simpáticos, outros mto ofendidos se resolvemos n ser simpáticos por ter receio q possam n gostar.

Enfim, pancadas mesmo.

Matrix disse...

É reconfortante receber um agradecimento... e normalmente não custa nada ceder a passagem....
E para quê ficar irritado e apertar o outro que se quer meter????
O que é que ganhamos?????... mais irritação do que aquela que o trânsito já nos dá?

Xana disse...

Enfim, o melhor mesmo é respirar fundo!
Desculpa a minha invasão!
Beijos

Um gajo qualquer... disse...

Não é invasão nenhuma Xana.
Sê bem-vinda e participa sempre que entenderes.

P.S.- Tens um filhote lindo. :)

Ti disse...

Nao sei se ja leste este meu post, lembrei-me dele ao ler o teu... eheh http://lifeluscious.blogspot.com/2008/09/cagagsimo-de-segundo.html

Angelik disse...

Olá!
Desculpa a invasão, mas sofro da mesma pancada... Como tenho o cuidado de agradecer sempre que me dão passagem, quando não me agradecem consigo a muito custo pôr um sorriso nos lábios e dizer «De nada!» se estou acompanhada, porque se estou sózinha sorrio e digo coisas que não me atrevo a repetir aqui...
Beijinhos

Um gajo qualquer... disse...

Assim é que é Angelik, é essa a mística!!!

:)